quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Muito Barulho por Nada, de William Shakespeare - Obra Comentada

"Muito Barulho por Nada" é considerada uma das comédias mais engraçadas escritas por Shakespeare. Escrita entre 1598-1599, conta a história de dois casais: Um que se ama e outro que se detesta, envolvidos em intrigas e fofocas que causam a confusão na história, que se passa em Messina, localizada na ilha da Sicília. Não seria a primeira vez que Shakespeare utilizaria a Itália como cenário: Anos antes ela foi palco da, talvez, a maior história de amor já escrita: "Romeu e Julieta".

Dom Pedro, seu meio-irmão, Dom João, e os nobres Cláudio e Benedito voltam para a vila de Messina depois de uma guerra. Cláudio tem muito interesse na filha do governador Leonato, a Hero. Porém, o contrário acontece com Benedito e a sobrinha do governador, Beatriz. Ambos de língua afiada, passam várias cenas na peça um utilizando ironias e sarcarmos contra o outro.

Enquanto Cláudio e Hero preparam o casamento entre eles, armam um plano, junto com Dom Pedro, de fazer Benedito e Beatriz confessarem que um é apaixonado pelo outro. O plano se encaminhava perfeitamente, até que Dom João, com inveja do irmão, arma um plano para estragar o casamento.

Dom João consegue fazer um de seus comparsas se encontrar com Margarida, criada de Hero, e fazer Cláudio confundir a empregada com seu amor. No dia seguinte, que é no dia do casamento, Cláudio humilha Hero em público e ela desmaia. O monge aconselha a Leonato fingir que ela está morta para resolver melhor a situação.

No entando, Dogberry, um importante militar, prende os comparsas de Dom João e os faz confessarem a armação. Cláudio fica chocado ao saber que "matou" Hero, e implora a Leonato para que seja punido. Leonato estabelece que ele se case com uma sobrinha dele, que é muito parecida com a Hero. Cláudio concorda, mas pede para passar a noite em luto por causa de Hero e jura a todos sua inocência.

Com a armação descoberta, Dom João foge. No dia seguinte, Cláudio descobre que, a sobrinha distante de Leonato que ele iria se casar, é a própria Hero. Dom João é preso, e Benedito e Beatriz quase se separam ao descobrirem que foram enganados para que confessassem seus sentimentos um ao outro, mas se casam no final.

A peça pode ser considerada uma comédia romântica, pois Benedito e Beatriz, mesmo um desejando amar ao outro, trocam farpas toda vez que se encontram. É necessário então, Hero, com sua serva Margarida, a aconselharem Beatriz a ser menos durona e se confessar para Benedito. Em contraparte, Dom Pedro faz a mesma coisa para Benedito.

Pode-se muito bem encaixar o título nessa parte da trama: Benedito e Beatriz, mesmo um amando o outro em segredo, se atacam pesadamente, sem motivo nenhum, quando se encontram. Literamente, é muito barulho por nada.

Em paralelo a isso, vemos as maldades de Dom João, na tentativa de acabar com o casamento de Cláudio e Hero, por causa da inveja que tinha do seu meio irmão, Dom Pedro, de apadrinhar um casal tão feliz. O título do poema também se encaixa aqui, a tentativa de Dom João destruir o casamento (Muito Barulho) por ter simplesmente inveja do irmão (Por Nada).

Link da peça:
http://tvprudente.com.br/dominio_publico/livros/muito_braulho.pdf

5 comentários:

  1. Muito bom mesmo o seu comentário ^^ Resumiu a obra de forma clara e objetiva, e ainda fez um belo encaixe do título com a história em si.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo seu comentário, Camila *_*

    ResponderExcluir
  3. Realmente é mesmo muito barulho por nada porque a inveja é uma coisa muito insignificante que acaba invadindo os sentimentos de uma pessoa e pode causar sérios problemas principalmente na vida afetiva de uma família. Bom resumo , :]

    ResponderExcluir
  4. Que chique! Parece que o livro é muito bom... Seu resumo e o comentário ficaram ótimos!! Parabéns..

    ResponderExcluir
  5. Ótima análise Leonardo, ela ficou sucinta e objetiva, sua comédia é um das mais comentadas de Shakespeare. Parabéns!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir